ESPERANÇA SEMPRE FAZ BEM.

Meu pai fez em junho o caminho de Santiago de Compostela. Meus dois irmãos – Lucas e Marcelo – foram com ele. No dia 12 de junho, porem, decidiu ir na frente, caminhando sozinho. E acabou passando por San Roman, perdendo a referência da rota. Ao chegar numa encruzilhada, percebeu que não conhecia a estrada, ignorando como retornar ao ponto de encontro. Como era dia de seu aniversário, aproveitou o momento de solidão e incerteza para orar.

Foi um encontro místico com Deus. Um instante especial do criado com o criador. Um mergulho na fé. Entre a angústia e a confiança, entre a dúvida e a esperança, entre a incerteza do caminho e o pedido de proteção divina. O que fazer, Senhor?  Para onde ir, meu Deus? Como seguir a estrada certa na vida? Rezou, chorou, pediu. Então surgiu um tratorista ao longe.  Era um morador da região. O ruralista apontou o caminho correto para retornar a San Roman. A penitência era subir uma montanha, andar por mais de uma hora e seguir sem desviar a rota, sem atalhos e sem desânimo.  A lição ficou marcada na memória de meu pai em 2017. Foi seu momento para conversar com Deus na intimidade e acreditar que “esperança sempre faz bem”.

Mariana Monteiro para a Rede Vida.

Compartilhem nas Redes Sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *